Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]


Ars conjectandi

por Alda Telles, em 12.12.10

 



 


Somos um país talhado para a grandeza. Enquanto, com uma perna às costas, se contabilizam com grande precisão 3 milhões de grevistas e 100 mil maifestantes da função pública, não se consegue contar cabeças quando os manifestantes são dezenas.


 


A manifestação de ontem pelo Wikileaks (ou contra os Estados Unidos, conforme) só conseguiu apurar "ordens de grandeza". Ele foi entre várias pessoas a algumas dezenas. Só a TVI, mais competitiva, arredondou para "cerca de cem pessoas". Está visto que ninguém contou, apesar de se perceber que o exercício teria sido fácil (mesmo para o pior aluno do professor Steve Doig).


 


Na matemática, somos os maiores adeptos da lei dos grandes números.


 

Autoria e outros dados (tags, etc)


2 comentários

Sem imagem de perfil

Joana Lopes a 12.12.2010

Eu contei: 95, num momento preciso. Algumas pessoas já tinham deixado o local, outras chegaram depois, claro.
Sem imagem de perfil

atelles a 12.12.2010

Obrigada Joana. A TVI parece então ser a mais certeira. Depois de reflectir, reconheço que de facto é bem mais difícil avaliar pequenos do que grandes grupos. Mediaticamente, então, é um pesadelo.

Comentar post



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Arquivo

  1. 2013
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2012
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2011
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2010
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D