Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]


 



 


A propósito deste oportuno post de Martins Lampreia, que nos explica a recente "crise do açúcar", a memória deu um salto até ao Concurso de Beleza de Keynes.*


 


O teorema de Thomas é de 1928, o conceito de Keynes é de 1936, mas continuam a explicar o estranho andamento do mundo porque, na sua essência, a psicologia e o comportamento humano são estáveis há milhares de anos.


 


Por mais que os modelos teóricos procurem fazer da economia uma ciência exacta, as crenças, percepções e atitudes irracionais dos agentes económicos estão sempre a pregar partidas ao que o comum dos mortais chamaria de bom senso e ao que os economistas chamam de mercado eficiente. Não admira pois que a maioria se questione sobre fenómenos aparentemente incompreensíveis como rupturas de mercado, ataques a moedas ou colapsos da bolsa.


 


Por isso a economia é tão frustrante e as Marketing Communications tão apaixonantes.


 


 


*Para além do link para a Wikipédia, um digest para os preguiçosos: Keynes imagina um concurso de beleza lançado por um jornal, que seleccionou algumas mulheres bonitas. Os leitores que votarem concorrem a um prémio. Mas apenas os que votarem na jovem vencedora ganham o prémio. Para ganhar o prémio, os leitores não vão votar com sinceridade na mulher que acham mais bonita, mas vão votar naquela em que provavelmente os outros também vão votar (seguindo os cânones de beleza ou a celebridade da altura). Desnecessário será dizer que a votação será enviezada. Keynes faz um paralelo deste comportamento com o mercado bolsista. Os investidores são supostamente racionais, e portanto deveriam investir em títulos de empresas com bons resultados. Na realidade, compram aquelas que acham que os outros também vão comprar. É assim que Keynes desmonta a teoria do mercado eficiente.

Autoria e outros dados (tags, etc)


1 comentário

Sem imagem de perfil

DdeDados a 16.12.2010

http://tv1.rtp.pt/programas-rtp/index.php?p_id=1651&e_id=&c_id=1&dif=radio

Comentar post



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Arquivo

  1. 2013
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2012
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2011
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2010
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D